Obsessão impulsiva

Estado do doente que é impelido a realizar um ato contrário à sua personalidade, que é a consciência da unidade e da identidade do seu verdadeiro eu, como Paulo disse: segundo o meu ser interior, tenho prazer nas leis de Deus, mas vejo nos meus membros, que é a carne, outra lei que batalha contra a lei do meu entendimento e que me prende debaixo do pecado. Porque aquilo que quero fazer, não faço, mas o que não quero fazer, isto faço, e se eu faço o que não quero, logo não faço eu, mas o pecado que habita em mim, então encontrei esta lei dentro de mim, que quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Miserável homem que sou, quem me livrará do corpo dessa morte? Paulo tinha repulsa pela carne dele, assim como uma pessoa ciumenta tem repulsa pelo ciúme, um sentimento que atrapalha a pessoa de viver bem, e são contra estes inimigos terríveis que as nossas consciências devem lutar, e não só o ciúme, como também a lascívia, a ira, a ambição, a vaidade, a soberba e coisas semelhantes a estas. São doenças que atrapalham até de viver bem aqui no mundo, e estas doenças são terríveis dentro do propósito de Deus, pois elas ligam a consciência extremamente na carne, coisas que tiram a consciência da vida eterna do espírito, assim como a escravidão do sistema que os seres humanos impuseram em busca do dinheiro, que dá poder de compra de tudo que tem e que dá prazer a consciência neste mundo.

Todos, sem exceção, são escravos do dinheiro, tanto que Jesus comparou o dinheiro como o senhor deste mundo. As consciências se tornaram escravas dos seus desejos carnais e o espírito de Deus foi banido dentro delas, ele que seria a vida eterna delas lá no plano do céu, ficou sem função aqui na Terra, pois as consciências lhe viraram o rosto, e o propósito do Criador-Deus ficou no esquecimento dentro das consciências. Estas doenças da alma pegam pesado dentro das consciências e se a consciência for fraca e não tiver pulso firme, cai nas astutas ciladas do diabo, como Eva que caiu na conversa da serpente e foi expulsa do paraíso de Deus. Esta é a nossa luta neste mundo, batalhar contra os desejos da nossa própria carne, pois o propósito de Deus é desligar a consciência da carne e ligá-la no espírito de Deus pela vida eterna dela. Trata-se de uma metamorfose existencial em vida, temos que gerar um novo ser dentro das nossas consciências, o espírito de Deus.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + dezesseis =

Categorias

Postagens Rescentes