Somar as nossas luzes

Eu quero escrever um texto relatando o dia da minha partida, não quero ver ninguém chorando e nem com esperanças perdidas, já passei pelo ardor de minha purificação, queimação de meus desejos, pela luta inabalável, uma busca desejável, para chegar a minha herança conquistada. As trevas da ignorância são dissipadas com a luz da compreensão. Somente a vida completa a outra metade de cada singelo coração, a verdade de Deus traz uma paz tão grande, mas quem se aloja em mentiras não vive nada de verdade, um sorriso estampado sem uma marca em seu coração.

Aprofundar-se na própria consciência, não é simplesmente andar de pés no chão à beira da praia, mas é vestir-se do equipamento da vida e mergulhar sem medo do que irá encontrar, por isso não quero falar de ti, quero falar da minha consciência, quero ser eu o exemplo de transformação da ação da VIDA! A vida eterna do espírito é uma verdade, mas para adquiri-la tem que haver sangue e uma renúncia, ninguém pode culpar ninguém por algo que está em suas mãos. As consciências vivem de ilusão, de fantasias e emoções, mas no dia do juízo de Deus um espelho vazio refletirá a dor de ter perdido a vida e nunca mais se cicatrizará, mas somente a verdade de Deus transforma os corações.

Devemos contar nossa história deixando nossos rastros, escreva seu nome no livro da vida, para que seja lembrado depois da morte, e toda cicatriz que ganhamos, é porque um dia já foi uma ferida, e desta forma, agora eu vou caminhando, até entrar na paz da terra que a mim foi prometida. Vamos irmãos, levantem, esqueçam este mundo e olhe lá a frente, temos uma eternidade a passar, a vida está com as mãos estendidas, agarrem-se a ela e verás a glória de Deus.

 

Por todos os irmãos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + dezessete =

Categorias

Postagens Rescentes