A busca das almas

O desconhecido é a parte mais bela que se aloja dentro mim, de ti e todos os seres viventes, se fazendo a vida, que é a dádiva de Deus que pulsa os nossos corações, e no jardim do Éden podemos ver que cada árvore tem seu fruto com aroma e sabor, mas a árvore da vida se destaca pela sua excelência, por isso agarrar-se a vida é o objetivo de vida, não se iluda. Temos que ter uma busca desejável, fé inabalável, questionamento que só a vida nos responderá, seu porquê será respondido se fizermos a pergunta correta, o que nos resta, é realizar, porque é através da prática que a maravilha do propósito de Deus é consumada, e que saia de nossas bocas, e que ouça nosso coração as palavras determinadas de um soldado que diz para o senhor, nossa vida eterna: “assim que este sol se pôr eu irei em tua casa te conhecer e tu serás a minha luz perpétua”, mas se o guerreiro desistir antes mesmo de lutar, ele se tornará seu próprio inimigo. Uma consciência que chegou a verdade do propósito da vida, não volta atrás, e nem pode, porque sabemos que retroceder na vida, é perder a vida, por ter vivido a vida, que não era para viver, mas infelizmente vemos que todos têm uma busca incessante do eterno no que é provisório, e usam de todas suas artimanhas para conseguirem o que querem, até mesmo adulteram a fé para seu bel-prazer, e comem do fruto que não era para comer, mas o que adianta você ir à igreja e perder sua vida eterna? Entretanto não se desespere, pois saber que está errado é o primeiro passo para acertar, e por fim, querer mudar.

 

Por todos os irmãos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =

Categorias

Postagens Rescentes