O batucar da vida I

A vida corre por entre as artérias das veias, bombeia os pulmões, é a chama que está acesa mesmo no meio de tanta escuridão, ela é o batucar da vida que enche os corações de esperança, que mostra a saída, preenchendo de paz e bonança, ela é quem levanta os cansados e oprimidos, renova sempre suas forças para continuarem seguindo. O espírito é a candeia acesa que traz consigo a sabedoria, nos transborda de conhecimento, e sempre nos eleva no mais alto todos os dias, sua centelha cintilante é luz que vai dissipando todas as trevas, que vai se mostrando como és única e bela, sua voz que sussurra nos ouvidos ensina os simples de coração. Quem entende o batucar do peito e compreende a voz verdadeira da razão? Suas mãos estão sempre estendidas para os corações contritos que reconhecem o seu chamado, desses ele faz caso, mas mostra o bem que já está dentro e ao seu lado. Por isso deve estar no mesmo compasso, ouvindo o batucar da vida, o que ele tem nos ensinado é de grande e extrema valia, nos propor a ouvir o silêncio é deixar ele falar e calar o mal que quer por ti gritar. É uma mistura de sentimentos sentir as batidas do nosso peito, nos faz refletir sobre o quão tudo a nossa volta é tão minúsculo, pequeno, que notamos a notoriedade da vida em um simples e singelo olhar. A vida é arte, que não conseguimos ao menos decifrar, ela se mostra por sua ação única, que faz nossos olhos brilharem e o coração palpitar, ela sempre está disposta a nos ensinar, basta ouvir sua voz e nos atentar e deixa-la nos conduzir naturalmente, assim como o rio corre seu curso natural ao mar.

Por Ítalo Reis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − nove =