A vida pediu mais do que você poderia dar

Você nasceu neste mundo, cresceu, produziu a consciência e se envolveu com esta vida carnal. Estudou, casou, teve filhos, se envolveu com o trabalho, com projetos deste mundo, com sonhos e nunca pensou que um dia morreria e deixaria tudo aí. Mas digamos que a tua consciência se deparou com o propósito da vida, descobriu que na carne é apenas uma criação e como tal produz a consciência, e o Criador Deus nos assentou a porção do espírito pela vida, e pelo propósito do Criador Deus a tua consciência deve se desligar da carne que a produziu e se ligar nesse espírito que Deus te assentou pela vida eterna dela.

Mas, como assim, eu devo me desligar de tudo que construí neste mundo? Sim, você deve se desligar de tudo que construiu até hoje neste mundo, pois um dia você não vai se desligar de todo jeito pela morte? A morte é uma tragédia na vida das pessoas, tantos planos, tantos projetos, tantos sonhos, tantas ligações afetivas, tudo estancado de uma vez, morreu o corpo carnal e foi para debaixo da terra para nunca mais voltar a ser, mas pelo espírito de Deus a tua consciência terá uma vida eterna lá no plano do céu. Estamos dentro de um propósito e ele funciona assim, já saímos de um nada eterno, o nosso pai carnal produziu o nosso espermatozóide que foi inseminado no ventre das nossas mães, passamos por uma gestação, por uma metamorfose, até nos tornarmos em seres humanos e por fim nascemos neste mundo como se vê, mas sabemos que esta fase humana também não é eterna, mas como seres humanos produzimos a consciência e Deus já nos assentou a porção do espírito que seria a nossa vida eterna lá no plano do céu, e por que seria? Porque ninguém faz caso algum dele. Mas como desligar a consciência da carne? Você passaria pela prova de Abraão que levou o filho à morte pelo espírito de Deus? Passaria pela prova de Rebeca que virou as costas para este mundo para se casar com o filho da promessa? Passaria pela prova dos amigos de Daniel, que não se importaram de serem jogados na fornalha ardente pelo espírito de Deus? Passaria pela prova de Jesus que passou pelo caminho do gólgota para chegar a sua glória eterna lá no céu?

Eu vejo que as pessoas nem se interessam pelo propósito da vida e trocam a vida eterna do espírito até pelo cocô do filho, não sacrificam nem os prazeres da carne, nem tempo para o propósito de Deus elas têm. Pelo dinheiro você faz qualquer coisa, mas o que faria de fato pelo espírito de Deus? O que a tua consciência faria para obter a vida eterna dela? É, a vida foi cruel com você e pediu a tua própria alma pela vida eterna e você não a entregou.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 9 =

Categorias

Postagens Rescentes