Fuga

Todas suas buscas e seus conhecimentos foram para suas máscaras, conhecimento de disfarce, busca de manipulações, conhecimento para fugir de suas verdades, buscas de caminhos que te trouxeram prazeres momentâneos, curvou a cada máscara, que em cada cenário era trocada, a máscara da disposição no serviço era utilizada para ser um puxa saco do encarregado e seu chefe, a máscara da felicidade era utilizada com seus ditos amigos que ajudavam a ser mais um no grupo, a máscara do estudo onde era colocada em sua própria casa para mostrar aos seus pais que busca uma vida de riqueza e sabedoria, mas essas máscaras sempre foram pesadas ao fugitivo, o fugitivo da verdade, onde no serviço fugia do seu rosto de desgosto ao ver seu patrão, ou o rosto de desgosto por colocar drogas e bebidas em sua boca para se tornar mais um, até seu rosto de tristeza por não poder ser quem realmente é para a própria família.

Nem mesmo ela sabia qual era sua face, sozinha não se encontrava, essa é só mais uma fugitiva que foge da verdade, sabe que ela se encontra em desgraça, em tristeza, em lama. Por isso se esconde atrás de suas máscaras, até tem uns que aplicam máscaras definitivas ao seu rosto, deixando a pureza de seus olhos brilhantes sumirem atrás de suas maquiagens artificiais, seus botox escandalosos e seus óculos virtuais que te tiram da realidade, não só do mundo, como também da realidade da vida, deixando sumir a lembrança de um sorriso verdadeiro. Quem deixará essas máscaras para se encontrar? Quem fugirá dos enganos para sentir o ardor? Muitas dores e tristezas virão, mas a verdade não há máscara, por isso sua luz ardem os olhos, e isso requer que queiram enxergar o além, somente assim fugirão de ser um fugitivo, deixando todas as máscaras da vergonha que nunca trouxeram felicidade alguma.

 

Por Luiz Gustavo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 2 =

Categorias

Postagens Rescentes