Hermenêutica da palavra amor

A hermenêutica da palavra amor é o sentimento mais puro da compreensão, não no sentido só de compreender, mas de sentir o que diz compreender. Se você diz compreender, mas não sente, não é amor. O verdadeiro amor é sentir a condição do próximo, se ficar só na compreensão mostra que não é amor, pois é o sentimento e a ação que mostra que compreendemos o próximo. A hermenêutica da palavra amor não fica só no sentido da palavra, mas é a ação da consciência de compreender o próximo que mostra que ela tem o amor verdadeiro. Muitos dizem ter o amor, mas não compreendem ninguém, e muito menos sentem o que próximo passa. O amor é um sentimento muito profundo, pois sentir o próximo é para poucos, por isso o mundo se encontra como está, ninguém tem o amor verdadeiro, ninguém compreende, ninguém sente o outro, todos vivem suas vidas individuais, e é cada um por si e Deus para todos, como diz um ditado. Empatia neste mundo de hoje não existe, o mundo descambou para o capital e o que tem valor por aqui é o dinheiro, que compra tudo, compra amizades, irmãos, a dita felicidade e dá poderes, muitos poderes. Velhos casando com jovens, loucos no poder, traficantes bonzinhos e escroques avarentos tido por santos, um mundo corrupto, em que o dinheiro se tornou o senhor das consciências.

Por isso o amor só ficou no sentido da palavra, mas verdade é que ninguém tem este sentimento, um mundo de loucos e o propósito da vida ficou no esquecimento. Mas eis eu aqui hoje, para anunciar o verdadeiro evangelho de Cristo, voltem-se para dentro consciências, e sinta o espírito de Deus dentro de cada um de vós, este seria um sonho meu, que as consciências entendessem o propósito da vida e realizassem para estarem na próxima fase da vida, mas sei que fica só no sonho, pois a realidade é que todas cairão no vazio eterno sem volta e eu sempre me pergunto; por que será que isto aconteceu? As consciências trocaram uma vida eterna só de prazeres e delícias por um vazio eterno, a coisa é tão esdrúxula que nem Deus soube explicar o que aconteceu, é triste, mas é a realidade, e do que adianta eu ter o amor verdadeiro e querer passar este meu sentimento para as consciências, se elas não sentem e querem viver neste mundo de ilusões?

 

Somando as luzes

Kátia e Zeca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + dezoito =

Categorias

Postagens Rescentes