Independência

Nós nascemos neste mundo e somos independentes quanto ao nosso corpo carnal, isto é, cada um tem o seu corpo constituído por suas células, pela estrutura óssea e pelos nervos que liga todo o corpo num só, e toda essa estrutura humana se trata de uma criação, e como criação, produzimos a consciência, e pelo propósito de quem nos criou, Ele assentou a porção do seu espírito em cada um de nós pela vida. Pelo propósito do Criador, nós, como criações, devemos produzir consciência desse espírito e vivermos por ele, pois cada consciência no espírito se torna uma célula viva do corpo de Deus, e se pelo espírito nos tornamos como uma célula viva do corpo de Deus, somos membros uns dos outros, porque fazemos agora parte do mesmo corpo. Sendo assim, não somos mais independentes, mas temos uma só cabeça que é Cristo, e todo corpo obedece a cabeça em harmonia.

Um detalhe, Cristo não é só Jesus, a consciência do Homem Jesus andou pelo espírito de Deus, por isso se tornou um Cristo de Deus. Cristo é a unidade de Deus em cada um de nós, ou seja, a unidade do espírito. Se uma consciência não gerar o espírito de Deus nela, simplesmente cairá no vazio eterno e ficará isolada depois que a carne morrer, pois o corpo que tinha dentro da consciência, morreu. Por isso a nossa consciência deve passar por esta metamorfose existencial, ela deve eliminar a carne de dentro dela e constituir o espírito, só assim se torna um ser espiritual, como dito, toda consciência no espírito se torna uma célula viva do corpo de Deus. Como vamos viver na próxima etapa da vida, eu não sei, mas o processo para você chegar a ela, é este, a consciência deve passar por uma metamorfose existencial, assim como a lagarta que se torna numa borboleta. A consciência deve passar por este processo enquanto estamos neste mundo, antes que o espírito volte a Deus, pois uma vez ele voltou a Deus e a consciência não se unificou a ele, ela cairá mesmo no vazio eterno, ficará isolada, uma masmorra eterna.

Estamos neste mundo só por conta disso, e não se vê uma consciência ligada no espírito, mas só na carne. A consciência é que deve enxergar isso e praticar o propósito de Deus nela antes que o espírito vai embora, como Isaías disse: buscai ao senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Nós não vemos o espírito neste plano material, pois ele pertence ao plano espiritual, por isso a nossa relação com o espírito deve ser pela fé. A fé é como se fosse o cordão umbilical, que liga as nossas consciências ao espírito, é pela fé no espírito que o amamentamos e ele vai crescendo em nós até a estatura completa de Cristo, que é o ser espiritual. Se você não entender o propósito de Deus, Deus não está nem aí para a tua consciência, pois o sentimento Dele é pelo espírito, e se a tua consciência não está no espírito, Ele não sente nada por ela.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 12 =

Categorias

Postagens Rescentes