Liberdade consciente

Eu sempre preguei a liberdade consciente. O que é liberdade consciente? A pessoa pode fazer o que quiser, desde que esteja consciente do que está fazendo. Isto engloba não prejudicar ninguém, principalmente a si mesma que seria tolice, mas se ela prejudicar alguém ou a si mesma, deve-se colocar um cabresto como um irracional. Por isso em cada país temos a constituição, a carta magna, o livro das leis que rege cada cidadão, a lei seria o cabresto para as pessoas que não tem consciência do que fazem. Temos as leis naturais que são inerentes a personalidade de uma pessoa, como a moral, o respeito, a dignidade, a conduta sóbria, a confiança, a fidelidade, o compromisso e coisas semelhantes a estas, mas tem consciência que não tem estes princípios básicos e são libertinas, insanas, traidoras, psicopatas, aventureiras e coisas semelhantes a estas, e são para estas consciências insanas que foi promulgada a constituição de cada país, isto é, para quem tem os princípios básicos da vida, não precisa da lei, mas para os transgressores da lei, tem suas punições, e as punições variam conforme o crime cometido, sendo eles culposo, sem intenção, ou hediondos, com intenção.

Até aqui eu falei dos crimes cometidos contra as regras estabelecidas entre os seres humanos, só que as nossas consciências têm uma lei também entre ela e o Criador-Deus, houve um motivo para o nosso Criador ter nos criado, nós produzimos algo que interessa diretamente ao nosso Criador, a própria consciência que produzimos como criação. O Criador-Deus assentou em cada um de nós a porção do seu espírito e pelo propósito de Deus, Ele quer que produzamos consciência desse espírito e que as nossas consciências andem por ele, mas todas as consciências são transgressoras da lei de Deus, e se ligaram a carne e andam por ela, e qual é a punição para estas transgressoras da lei de Deus? O vazio eterno sem volta, e a lei de Deus vai mais longe ainda, se diz que Deus não leva em consideração o tempo da ignorância, mas para a consciência que chegou ao pleno conhecimento da verdade da lei de Deus e pecou voluntariamente, isto é, sabendo que estava pecando, não resta mais sacrifícios por este pecado. A consciência jogou a vida eterna dela no lixo antes mesmo de morrer, e se colocou na fila da morte só esperando pelo não sei o que.

O propósito de Deus não se trata de uma brincadeira, e a consciência só verá que ele é sério no dia do juízo. Ouça a lei: pesado fostes na balança e fostes achados em falta. Me diga o que a tua consciência julga; se os amigos de Daniel tivessem se dobrado diante a estátua do rei, eles teriam se salvado? Se Daniel tivesse obedecido a ordem do rei, de não buscar a Deus por trinta dias, ele teria se salvado? Se Abraão não tivesse sacrificado o seu filho em tua consciência, ele teria se salvado? Se Jesus não tivesse passado pelo caminho do gólgota, ele teria se salvado? Esta é a questão, se a tua consciência foi provada e não passou na prova da fidelidade, o que esperar agora da justiça de Deus? Pela justiça a tua consciência está nos infernos, mas temos que contar agora com o perdão de Deus como todo mundo conta. Mas será que no céu entra pelo perdão?

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 10 =